Vítima de naufrágio criou filhos com vendas de salgados e viria para aniversário no Pará

Um dos primeiros corpos identificados de vítimas do naufrágio do navio Ana Karoline III, a dona de casa Marlene de Souza Alves, de 67 anos, foi velada nesta segunda-feira (2), em Macapá, no estado do Amapá. A embarcação naufragou na manhã do sábado (29), no rio Jari, Sul do Amapá.
De acordo com o portal Seles Nafes, de Macapá, Marlene era mãe de seis filhos e morava no bairro Jesus de Nazaré, na capital amapaense. Ela estava na embarcação com a irmã, Iolanda, a nora, Rosinete, e uma neta de apenas oito anos de idade. Ela iria até Almeirim, no Pará, celebrar o aniversário do filho caçula, no sábado. 
Segundo familiares, Marlene de Souza viajava em um grupo de 14 pessoas, mas apenas 4 foram resgatadas com vida. A irmã dela, a nora e a neta seguem desaparecidas. 
Um dos filhos de Marlene, o policial Adailson de Souza, afirmou que a idosa foi “mãe e pai” e que “batalhava” com venda de salgados para criar todos os filhos. “Hoje, sou oficial da polícia. Meu irmão é advogado e professor. Os outros têm empregos, também, tudo por intermédio dela”, diz Adailson. 
Alguns filhos de Marlene chegaram a alugar uma embarcação para auxiliar nas buscas no local do naufrágio. 
O sepultamento da idosa deve ser realizado na terça-feira (3). 
Fonte: DOL
Parceiros Do Portal
IEPAM- Moju
Cruzeiro Do Sul Virtual
Faculdade Fam- Abaetetuba
Farmácia Do Trabalhador De Moju
Uniasselvi – Moju
Açaí e Cia Gold
Nenem Moto Peças
GBS NET
Graf Art
Ideal Magazine
Supermercado Leal
Mundo da construção
Agapis Auto Elétrica.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui