Sara Winter é presa pela Polícia Federal em Brasília

Crédito: Cristiano Mariz/VEJA

A ativista de extrema direita Sara Fernanda Giromini foi presa pela Polícia Federal de Brasília na manhã desta segunda-feira, 15.

 Sara Winter, como se denomina, era alvo do Ministério Público Federal (MPF) do Rio de Janeiro, que abriu investigação para apurar se houve irregularidade no uso de R$ 25 milhões do fundo eleitoral nas eleições de 2018.

Sara foi candidata à deputada federal no Rio pelo DEM, mas acabou não eleita. A ativista não prestou contas no final das eleições, como a legislação exige. Ela teria apresentado apenas os comprovantes de transferência bancária, mas não mostra comprovantes e notas fiscais de prestação de serviços contratados.

Mais informações sobe a prisão da ativista em instantes.

Fonte: Roma News 


DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui