Parauapebas: mãe denúncia agressão a criança de três anos em creche

A Prefeitura de Parauapebas, responsável pela creche, classificou o episódio como “algo pontual” e que uma sindicância será instaurada para apurar as devidas responsabilidades sobre o caso.

Uma mãe usou as denunciar que seu filho, uma criança de três anos de idade, havia sido agredido por outra criança em uma creche na cidade de Parauapebas, no sudeste do Pará.

Segundo o relato postado no Facebook, Mara Mafra foi informada na última quinta-feira (20), por uma professora da Escola Municipal de Educação Infantil Vovó Ana, onde o filho estudava, que a criança havia se machucado e por isso seria levada para um hospital. “Ela me falou que o Miguel pediu para ir ao banheiro fazer xixi e como ele já sabe fazer todo o procedimento, ela deixou ele ir sozinho e quando ele voltou estava machucado”, contou.

Segundo Mara, o objetivo não é punir a outra criança, mas alertar para o que houve. Em entrevista ao portal Correio de Carajás, a mãe disse que o filho ainda relembra os momentos da agressão, mas que aos poucos apresenta melhora. “O fato é que meu filho estava na creche, onde tem professoras, auxiliares de sala, diretora, coordenadora, porteiro, merendeiras, serviços gerais, e ninguém viu, ninguém sabe como foi, quem foi. Meu filho de 3 anos e 6 meses, foi ao banheiro sozinho, e foi agredido por outra criança, que segundo ele era um menino grande e forte, maior que ele; o menino derrubou ele no chão, mordeu ele, tirou a sandália e bateu na cabeça dele”. Em nota, a Prefeitura de Parauapebas, responsável pela creche, classificou o episódio como “algo pontual” e que uma sindicância será instaurada para apurar as devidas responsabilidades sobre o caso.

Fonte: Correio de Carajás

Oferecimento:
IEPAM- Moju
Cruzeiro Do Sul Virtual
Faculdade Fam- Abaetetuba
Farmácia Do Trabalhador De Moju
Uniasselvi – Moju
Açaí e Cia Gold
Nenem Moto Peças
GBS NET
Graf Art
Ideal Magazine
Supermercado Leal
Mundo da construção
Agapis Auto Elétrica.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui