Moju: Júri condena homem que matou idosa no Jambuaçu a mais de 27 anos de prisão

-

Félix da Silva Tavares foi condenado por matar Maria Trindade Silva Costa após supostamente ouvir vozes na sua cabeça.

Um júri popular foi realizado até o fim, na Comarca de Moju, mesmo com o imprevisto da falta de luz. O juiz titular da Vara Única de Moju, Waltencir Alves Gonçalves, decidiu continuar o julgamento que levou à condenação de 27 anos e 4 meses de prisão, por homicídio qualificado, o réu Félix da Silva Tavares. O júri ocorreu na última quinta-feira (21).

O réu Félix da Silva Tavares foi condenado por matar, na Comunidade Jambuaçu, zona rural do município, em junho de 2017, Maria Trindade Silva Costa. Segundo os autos, após ouvir vozes na sua cabeça, que o mandavam matar alguém, ele atingiu a vítima com pauladas e, em seguida, enterrou o corpo dela em uma cova rasa.

O crime bárbaro chocou a comunidade de Moju na época e, mais de quatro anos depois, o autor foi condenado. 

Félix da Silva Tavares foi condenado a 27 anos e 4 meses de prisão | Foto: Reprodução

Texto: Portal Debate Carajás

Parceiros
spot_imgspot_imgspot_img

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

spot_imgspot_img
Parceiros

Must Read

Advogado mata a mãe e fere a irmã em Belém

0
Segundo a polícia, ele pode ter tido um surto psicótico. A manhã desta terça-feira (18), foi de movimentação policial nos corredores do edifício Villa Dei...