Empresário acusado de ser mandante de incêndio criminoso em delegacia de Concórdia do Pará é preso

-

Denilson Lopes de Lima, de 36 anos, teria cometido o crime para destruir provas e peças de um processo pelo qual responde por roubo qualificado.

O empresário Denilson Lopes de Lima, de 36 anos, foi preso na tarde desta quinta-feira (28), em Castanhal. Segundo informações da Polícia Rodoviária Federal (PRF), responsável por efetuar a prisão,  ele é acusado de ser o mandante do incêndio criminoso que destruiu o Fórum de Justiça do município de Concórdia do Pará, no nordeste do Estado.

O incêndio ocorreu no dia 13 de fevereiro de 2017, por volta das 4h30. Na ocasião, o vigia do prédio ficou preso em uma das salas, mas foi resgatado com vida pelo Corpo de Bombeiros. As chamas consumiram grande parte do prédio.

De acordo com as investigações, Denilson é apontado como mandante do crime, pois tinha a intenção de destruir provas e peças de um processo pelo qual ele responde pelo crime de roubo qualificado.

Ainda segundo a PRF, após ser detido, o acusado foi encaminhado para a Delegacia de Polícia Civil da Jaderlândia, em Castanhal, para as devidas providências e encaminhamento ao sistema penal.

Texto: O Liberal

Parceiros
spot_imgspot_imgspot_img

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

spot_imgspot_img
Parceiros

Must Read

Coronavírus: Governo anuncia quarentena de cinco dias para viajantes não vacinados...

0
Após o período de quarentena definido, os viajantes deverão realizar um teste do tipo RT-PCR com resultado negativo. O governo federal anunciou nesta terça-feira (7)...