Delegado pede desculpa por comparar PMs a vagabundos

O caso ocorreu após um suposto erro durante apresentação de flagrante na Delegacia de Vila dos Cabanos, em Barcarena, na região nordeste do Pará, comandada pelo delegado João Bosco de Andrade Fagioli.

O áudio em que o delegado da Polícia Civil do Pará, João Bosco de Andrade Fagioli, compara policiais militares a “vagabundos” tem repercutido nas redes e revoltado agentes de Segurança Pública do Estado. O caso ocorreu após um suposto erro durante apresentação de flagrante na Delegacia de Vila dos Cabanos, em Barcarena, região nordeste do Pará, comandada pelo delegado.

Em um trecho, João Bosco chega, irritado pelos demais agentes não terem supostamente verificado duas motocicletas, apresentadas como roubadas na delegacia, diz que os policiais foram ingênuos de acreditar apenas na palavra dos policiais militares.

“Vocês nunca pegaram delegacia alterada, e que pena que vocês não vão pegar, porque acreditar em palavra de PM…Palavra de vagabundo é a mesma coisa”, disse o delegado.

Logo após a repercussão do caso, João Bosco, publicou um vídeo nas redes sociais onde se desculpa com os colegas da Polícia Civil e da Polícia Militar. O delegado diz que os áudios foram vazados de grupo em aplicativo de mensagem que membros da delegacia de Vila dos Cabanos fazem parte.

A Associação e Sindicato dos Delegados de Polícia do Pará (ASSINDELP), também divulgou uma nota pedindo desculpas a todos os Policiais Militares “nossos irmãos no combate à criminalidade. Nosso colega errou. Ele, humildemente, reconheceu o erro e o apoiamos nesse reconhecimento, por sabê-lo necessário e acima de tudo, atitude fundamental para que erros dessa natureza não mais ocorram. Reiteramos nossas sinceras desculpas e pedimos perdão em nome de todos os delegados e delegadas do Pará.”

Por DOL.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui