Suspeito de fazer arrastões em Parauapebas é preso e confessa ser membro do PCC

-

Com Wamesson da Silva Lima, foi apreendida uma réplica de fuzil, que seria usada para intimidar vítimas durante assaltos na região.

Wamesson da Silva Lima, vulgo “Bebê”, foi preso na tarde da última terça-feira (19), suspeito de promover arrastões no município de Parauapebas, sudeste do Pará. Segundo informações da Polícia Militar, o homem teria confessado ser membro da facção criminosa Primeiro Comando da Capital (PCC). Com ele, foi apreendida uma réplica de fuzil, que seria usada para intimidar vítimas durante assaltos na região.

De acordo com apuração do portal Debate Carajás, a PM informou que uma guarnição realizava rondas na região da Vila Palmares Sul quando suspeitou de um veículo Chevrolet Ônix abandonado em um matagal. Os policiais revistaram o automóvel e encontraram dentro dele uma réplica de fuzil. O veículo havia sido roubado no último dia 10.

Momentos depois, por conta de denúncias de moradores, Wamesson foi preso em uma área de invasão no bairro Jardim Tropical. Ele teria confessado aos policiais que, em nome de um subgrupo do PCC, fazia arrastões com o veículo que havia sido localizado.

A Polícia Civil está investigando o caso e informou que vai coletar dados e informações junto ao Centro de Comando Operacional de Parauapebas, que conta com mais de 125 câmeras espalhadas pela cidade, para identificar os outros ocupantes do veículo, que acabaram fugindo.

Texto: O Liberal

Parceiros
spot_imgspot_imgspot_img

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

spot_imgspot_img
Parceiros

Must Read

Preocupante: Marabá atinge 100% de ocupação de leitos de UTI

0
A nova onda de contaminação no município está lotando o Hospital Municipal da cidade ma nova onda da Covid-19 assola Marabá, no sudeste do estado....