Polícia prende homem que se passava por curandeiro para estuprar e ameaçar vítimas no interior do PA

Conhecido como “Zeca Brás”, Cristinaldo Lima deve responder pela prática de estupro de vulnerável, registro não autorizado da intimidade sexual, violação sexual mediante fraude, ameaça e estelionato.

Homem se passava por curandeiro para abusar e ameaçar vítimas no Pará. — Foto: Reprodução / Polícia Civil
Um homem que se passava por curandeiro, identificado como Cristinaldo Lima, conhecido como “Zeca Brás”, foi preso preventivamente, nesta terça (29), segundo a Polícia, pela prática de estupro de vulnerável, registro não autorizado da intimidade sexual, violação sexual mediante fraude, ameaça e estelionato.
Diversas vítimas registraram denúncias contra o preso na cidade de Novo Repartimento, sudeste do Pará.
Segundo a Polícia, “Zeca Brás” dizia que praticava rituais espirituais e apresentava-se como curandeiro. As denúncias apontam que ele ameaçava as vítimas com arma de fogo e as forçava a ingerir bebidas alucinógenas, antes de praticar os abusos sexuais.
Ainda segundo a Polícia, ele intimidava as vítimas dizendo que ia “lançar trabalhos” caso elas não fizessem o que ele mandava.
As investigações apontam ainda que o suspeito dizia que iria abençoar objetos das vítimas e apropriava-se de joias de ouro e dinheiro em espécie.
A Polícia informou que mais vítimas devem surgir após a prisão, o que será tratado pela comarca de Novo Repartimento da Polícia Civil.

Ameaças com vídeos

Além de abusar das vítimas, “Zeca Brás” é suspeito de filmar e fotografar, secretamente, os abusos sexuais para entrar em contato com as vítimas e fazer ameaças de divulgar o conteúdo, caso elas procurassem a Polícia ou não se submetessem aos atos dele, segundo a Polícia.
Fonte: G1 Pará
Portal Moju News
Parceiros:

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui