Polícia procura homem que incendiou casa da ex-companheira em Moju

Edson Rodrigues ficou oito anos em cárcere, tendo sido liberto recentemente. Ele tentou matar mulher e ateiou fogo na sua casa. 

Casa em chamas no Oton Gomes

A 8ª Companhia Independente de Polícia Militar (CIPM) foi informada de que a mulher que teve um relacionamento com o homem, identificado como Edson Rodrigues, há onze anos, com quem teve uma filha. A mulher contou que o homem foi preso e ficou oito anos em cárcere, tendo sido liberto recentemente, e voltou para a casa onde a mulher criava sozinha a filha dizendo que queria levar a criança para passar um tempo com ele. A mulher não aceitou, já que ela disse que ele não tem paradeiro certo, e isso teria enfurecido seu ex-companheiro.

Edson teria voltado para a casa da mãe de sua filha pela madrugada e arrombado a porta, partindo para cima da mulher. No local, estavam a filha que ela teve com o homem e um outro filho, de quinze anos. A vítima disse que foi agredida com socos, puxões de cabelo, socos. A mulher falou que, mesmo depois de se armar com uma faca, Edson não parou de agredi-la, e ela teve que correr para a rua para escapar da surra. Mesmo assim, ele correu atrás dela e, a agarrando pelos cabelos, usou a faca que ela trazia para cortar os cabelos da mulher. Ela contou à polícia que só não morreu esfaqueada porque conseguiu morder o braço do homem e fugir correndo após ele soltá-la.

A mulher contou que se escondeu em uma área de mata, mas voltou para apanhar os filhos, que também tinham fugido da fúria do ex-marido. Ao retornar, ela conta que ouviu o homem gritando que, se ela não aparecesse, iria atear fogo na casa. Ela fugiu mais uma vez com seus filhos, e ao longe, viu a fumaça escura subindo e soube que ele havia cumprido a promessa.

O 29º Grupamento Bombeiro Militar foi ao local para apagar o fogo, mas não conseguiram salvar muita coisa. Ao retornar mais tarde ao local, já com a Polícia Militar, a dona da casa viu que tudo que ela tinha conquistado havia sido destruído. Agora, a mulher teme que ele volte para cumprir a outra promessa que fez: acabar com a vida dela. A Polícia Civil colheu o depoimento da mulher e segue nas buscas pelo suspeito, com a ajuda da Polícia Militar. Até o momento, o homem identificado como Edson Rodrigues não foi encontrado.

Com informações de O Liberal



DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui