POLÍCIA

PF desarticula associação criminosa especializada em fraude previdenciária

Prejuízos aos cofres públicos já ultrapassam R$ 2 milhões.

A Polícia Federal deflagrou, manhã desta quinta-feira (13), a operação Tartufo que visa desarticular associação criminosa especializada em fraudar a Previdência Social mediante a utilização de documentos falsos para a obtenção indevida de benefícios previdenciários no Pará. Foi cumprido um mandado de busca e apreensão em Belém.
A fraude consistiu na obtenção de pensão por morte a partir da criação de pessoa fictícia e posterior simulação de casamento e óbito. Após a obtenção indevida do benefício previdenciário, o grupo criminoso conseguiu ainda realizar empréstimos consignados e adquirir bens em nome das pessoas fictícias.

O envolvido na operação deflagrada pertence ao mesmo grupo investigado durante a Operação Pseudocídio, que apurou fraudes em diversos benefícios de pensão por morte e amparo social ao idoso no Pará. De acordo com o Núcleo Regional da Coordenação-Geral de Inteligência Previdenciária e Trabalhista do Pará, o prejuízo estimado aos cofres públicos dos benefícios já fraudados pelo grupo criminoso já ultrapassa R$ 2 milhões. Os envolvidos responderão pelos crimes de associação criminosa, estelionato previdenciário, falsificação de documento público, uso de documento falso, dentre outros.

“Tartufo”é um termo utilizado para identificar pessoa que dissimula ou enganadora. Falso. 

Fonte: O Liberal

Oferecimento:
IEPAM- Moju
Universidade Cruzeiro Do Sul
Faculdade Fam- Abaetetuba
Farmácia Do Trabalhador De Moju
Açaí e Cia Gold
Nenem Moto Peças
GBS NET
Supermercado Leal
Mundo da construção.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui