Pesquisa revela que dor de garganta é o primeiro sintoma ao ser infectado pela Ômicron

Foto: © DR.

Até ao momento já foram identificados mais de 20 sintomas associados à nova variante.

Os novos sintomas da covid-19 podem ser indicadores de infecção pela Ômicron, considerada uma variante mais branda do vírus, porém altamente contagiosa.  Até ao momento já foram identificados mais de 20 sintomas associados à nova estirpe, o que significa que pode ser um pouco confuso saber quando fazer um teste.

Especialistas sugerem que um sintoma, em particular, pode alertar se contraiu o coronavírus mesmo antes de testar positivo para a covid-19.

Uma pesquisa realizada nos Estados Unidos revela que a dor de garganta é o primeiro sintoma ao ser infectado.

A Dra. Allison Arwady, Comissária do Departamento de Saúde Pública de Chicago, disse que sentir dor de garganta é o sinal mais comum para prever um teste covid positivo, sugerindo que deve ficar em casa, em autoisolamento, se tiver o sintoma.

Em declarações à NBC Chicago, Arwady partilhou: “mesmo que seja uma dor de garganta, não importa o que seja. Eu disse isso ao meu pessoal, é o que eu faço… se está doente, mesmo um pouco doente, fique em casa”. 

“Isto é mais verdadeiro do que nunca agora porque estando doente, mesmo que seja um pouco doente, até que se prove o contrário com um teste – deve assumir que se trata de Covid. É assim que abordamos a situação e é assim que a devemos abordar”. 

Além de dor de garganta, os sintomas mais comuns de covid-19 incluem corrimento nasal, dor de cabeça, fadiga, pouco apetite, perda de olfato e paladar. Entretanto, sentir dor nos ouvidos tem sido notado como um sintoma comum entre pessoas que testam positivo para a variante Ômicron, sobretudo por aqueles que foram vacinados.

Sentir dor nas articulações também foi adicionado à lista de sintomas frequentes de coronavírus.

Fonte: Roma News com informações de Notícias ao Minuto.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui