Mulher morre após ser estuprada e enterrada viva

-

A jovem foi enterrada na chácara do acusado, onde deveria haver uma cisterna.

Um homem foi preso após ser acusado de estuprar e enterrar viva a jovem Laura Batista de Souza, de 28 anos. Apesar do crime ter acontecido em setembro de 2020, somente agora o homem foi encontrado. O caso aconteceu em Santa Cruz do Xingu (MT). As informações são do Uol.

A Polícia Civil informou que o acusado foi encontrado em uma fazenda em Juara. Laura teria sido vista com ele pela última vez em 2 de setembro de 2020. Quando a jovem desapareceu, o patrão do local onde ela trabalhava procurou a polícia e disse que Laura tinha deixado o trabalho com um homem e não havia dado notícias desde então.

Em 11 de setembro, a PM recebeu uma denúncia sobre uma escavação dentro da chácara do suspeito, onde deveria haver uma cisterna. Lá, os agentes encontraram o corpo de Laura, que apresentava lesões de arma branca. O laudo da perícia mostra que a vítima foi estuprada, depois golpeada no estômago com uma faca e, então, enterrada ainda viva.

O inquérito concluiu que a vítima e o autor não se conheciam e tiveram o primeiro contato na data da morte. O acusado irá responder por homicídio qualificado, estupro e ocultação de cadáver.

Fonte: O Liberal

Parceiros
spot_imgspot_imgspot_img

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

spot_imgspot_img
Parceiros

Must Read

Coronavírus: Governo anuncia quarentena de cinco dias para viajantes não vacinados...

0
Após o período de quarentena definido, os viajantes deverão realizar um teste do tipo RT-PCR com resultado negativo. O governo federal anunciou nesta terça-feira (7)...