Médico é preso acusado de torturar mulher e estuprar o enteado

-

Adolescente abusado seria obrigado a acariciar o acusado e presenciar atos sexuais do homem com a mãe.

Um médico cubano foi preso, acusado de torturar a esposa e estuprar o enteado de 13 anos, em Presidente Figueiredo, no Amazonas, onde residia desde 2020 por conta do programa do governo “Mais Médicos”.

As ações criminosas foram descobertas após denúncias para o Conselho Tutelar. O acusado, a mulher e o adolescente foram encaminhados para uma delegacia. O jovem abusado revelou que era obrigado a massagear o companheiro da mãe e que ficava trancado no quarto por vários dias, além de ser forçado a assistir as relações sexuais do casal por cômodos da casa.

A mãe do adolescente e vítima do companheiro chegou a negar informações, mas depois revelou que era agredida com frequência e torturada pelo acusado. Além do adolescente de 13 anos, a mulher tem um bebê de 3 meses com o cubano.

Fonte: O Liberal

Parceiros
spot_imgspot_imgspot_img

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

spot_imgspot_img
Parceiros

Must Read

Preocupante: Marabá atinge 100% de ocupação de leitos de UTI

0
A nova onda de contaminação no município está lotando o Hospital Municipal da cidade ma nova onda da Covid-19 assola Marabá, no sudeste do estado....