Amapá confirma quatro casos de doença de urina preta após consumo de pescado do Pará

-

Outros dois casos estão em investigação.

Exames realizados em quatro pacientes que estão internados no Amapá confirmaram que eles estão com a síndrome de Haff, popularmente conhecida como doença da urina preta. Outro dois casos estão sendo investigados, segundo informações divulgadas pela Superintendência de Vigilância em Saúde (SVS) do Estado. Os pacientes confirmados com a doença haviam ingerido pacu, no município de Santana, a 17 quilômetros de Macapá, capital amapaense, mas o pescado foi identificado como de origem de Santarém, no Pará. A notícia foi publicada pelo G1 Amapá. 

Essa é a primeira vez que a doença é registrada em pacientes no Amapá. “Todos os casos consumiram o pacu, todos desenvolveram os mesmos sintomas. Foram feitos os fechamentos dos diagnósticos clínicos através de infectologistas e todos passaram por exame laboratorial que detecta o quantitativo de toxinas na circulação sanguínea. Os indicadores confirmam que de fato nós temos 4 casos”, informou o superintendente da SVS, Dorinaldo Malafaia.

As quatro pessoas que foram confirmadas com a doença estão internadas no Hospital Estadual de Santana (HES), entre elas um casal que reside no município de Afuá e que comprou o pescado em Santana.

Texto: O Liberal

Parceiros
spot_imgspot_imgspot_img

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

spot_imgspot_img
Parceiros

Must Read

Coronavírus: Governo anuncia quarentena de cinco dias para viajantes não vacinados...

0
Após o período de quarentena definido, os viajantes deverão realizar um teste do tipo RT-PCR com resultado negativo. O governo federal anunciou nesta terça-feira (7)...