Acusado de matar jovem e enterrar o corpo é preso pela PM em Moju após dois anos do crime

Ivanildo de Souza Rodrigues foi preso hoje (26) por policiais militares de Moju. Ele confessou à polícia e à imprensa que assassinou o jovem conhecido como Juninho na Vila Curuperé Mirim, de Abaetetuba.

Um crime que chocou a população de Abaetetuba e Igarapé-Miri, em fevereiro de 2019, teve mais um capítulo hoje. O caso ocorreu na comunidade do Curuperé Mirim, que faz parte do município de Abaetetuba, nordeste paraense.

Três amigos bebiam e, em um determinado momento, Ivanildo Rodrigues e Eduardo Santos começaram a ter uma desavença com Juninho e o assassinaram. O motivo da morte teria sido o fato de Juninho dizer que não tinha mais dinheiro para comprar bebida alcoólica.

Conforme apontou a investigação policial e testemunhas, Ivanildo e Eduardo embebedaram Juninho e o esfaquearam, além de atirarem na vítima. Eles enterraram o corpo do jovem em uma cova rasa a poucos quilômetros da comunidade.

Pessoas do local, na época, disseram à imprensa que Juninho era um bom jovem e trabalhador.

Nesta manhã de sexta-feira (26), a Polícia Militar de Moju conseguiu prender Ivanildo, que estaria hospedado em uma casa do município. Em entrevista ao Portal Moju News, ele assumiu que matou Juninho e também disse que teve o apoio de mais um parceiro.

Para a Justiça, Ivanildo é considerado perigoso, pois existem muitos mandados de prisão contra ele, tanto por assaltos como por outros roubos.

O outro acusado, identificado como Eduardo, ainda não foi pego, mas a polícia tenta localizar o seu paradeiro.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui