Tailândia: Grávida de gêmeos, mulher perde bebês e morre no HGT

A previsão era que os bebês nascessem no próximo mês, mas o sonho da família foi interrompido nesta semana.

Um caso hospitalar que tem causado revolta em moradores de Tailândia, nordeste do Pará, no início desta semana, ganha desdobramentos ainda mais lamentáveis.

Uma mulher com oito meses de gravidez e de gêmeos, perdeu os filhos e também morreu nas primeiras horas da manhã desta segunda-feira (29), no Hospital Geral de Tailândia (HGT).

A unidade de saúde é administrada pelo Instituto Nacional de Desenvolvimento Social e Humano (INDSH), uma organização sem fins lucrativos que administra seis hospitais públicos no Pará, além de unidades em outros três estados.

A gravida era Adriene Pereira Almeida, de 32 anos, que já tinha procurado a unidade hospitalar por seis vezes, em todas foi enviada de volta para casa, mesmo com dores. Aos oito meses da gravidez de gêmeos, Adriene começou a sentir um desconforto há duas semanas, por isso procurou o HGT.

Com o pré-natal em dias, a previsão dos pais era que os bebês nascessem no próximo mês, mas o sonho da família foi interrompido nesta semana. O marido dela, um mototaxista, ao ver a esposa sentindo dores, resolveu procurar o hospital, sem saber que essas seriam seus últimos momentos com sua família.

Os dois bebês foram retirados mortos do ventre da mãe na tarde de ontem. Em estado grave, Adriene foi internada e antes que fosse transferida morreu, menos de 24h após perder os filhos.

Ao saber da morte da esposa, que trabalhava numa loja de confecção na cidade, o marido se desesperou no HGT e chegou a desmaiar. A cena, para quem presenciou, foi desesperadora.

Agora o velório os dois bebês vão receber o corpo da mãe. Ainda não foi divulgado o local onde mãe e filhos serão sepultados. O casal não tinha familiares em Tailândia e recebia apoio dos amigos.

O Portal Tailândia esteve no HGT na noite de ontem, onde repercutiu o caso.

Portal Tailândia

Deixe uma resposta