Policial militar é executado no nordeste do Pará

Reprodução / Redes Sociais.

O policial estava chegando em casa quando foi atacado por quatro homens.

O terceiro sargento da Polícia Militar Milton Carlos Silva de Menezes, 41 anos, foi assassinado por quatro homens em Bragança, nordeste do estado, no final da manhã desta terça-feira (25/01). Ele estava chegando em casa, estacionando a moto dele, quando um carro modelo Ford Fiesta preto para perto dele. O bando desce do veículo já atirando e seguem fazendo vários disparos, mesmo após a vítima estar no chão. A arma do PM é roubada e o grupo de bandidos foge em seguida.

Câmeras de segurança registraram toda a ação, o que pode ajudar na identificação dos assassinos e do veículo usado. Policiais militares do 33º Batalhão foram os primeiros a chegar no local e isolaram a área. Após isolarem o perímetro, homens da Polícia Civil fizeram buscas para tentar encontrar provas que levassem aos executores do militar. De acordo com a Polícia Civil, algumas capsulas foram encontradas no local e algumas pessoas que presenciaram toda a ação, ajudaram com as características dos criminoso.

Durante as buscas, militares deixaram do Grupamento Tático Operacional da PM encontraram outro carro que pode ser usado pelos criminosos abandonado na estrada que leva ao município de Capanema. O veiculo estava aberto e jogado dentro de uma área de mata.

Em vídeos que circulam nas redes sociais, é possível ver os policiais militares revistando o veículo e correndo mata a dentro, em busca dos acusados. 

Equipes da Delegacia de Homicídios de Agentes Públicos (DHAP), Núcleo de Apoio à Inteligência (NAI Castanhal) e Superintendências Regionais do Caeté e Guamá, estão no local apurando todos os elementos do homicídio doloso cometido contra o Policial Militar. Diligências estão sendo feitas para identificar e localizar os autores do crime. A PC pede que qualquer informação seja repassada via Disque-denúncia 181.

Em nota a Polícia Militar do estado lamenta a morte do sargento e informa que equipes do Grupamento Tático Operacional (GTO) do 33° Batalhão e do Comando de Policiamento Regional VII intensificaram as buscas na região e já localizaram o veículo que foi abandonado pelos suspeitos durante a fuga. A nota da PM também informa estão prestando apoio aos familiares do militar, que atuava há 16 anos na Corporação e apresentava comportamento Excepcional.

Fonte: O Liberal.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui