Pai mata o filho de um ano e oito meses esganado por ter se irritado com choro

Reprodução.

Após dizer que criança teria se enrolado em fio de carregador de celular, pai acaba confessando o crime e disse que choro da criança estava deixando a mãe nervosa.

Não é de hoje que crimes contra crianças são registrados, principalmente porque elas não tem nenhuma chance de defesa na maioria dos casos. A situação fica bem pior quando parentes estão envolvidos em mortes de crianças, e pior ainda, quando são os próprios pais.

Um caso assim aconteceu nesta segunda-feira (20) no município de Primavera do Leste em Mato Grosso. O próprio pai de uma criança de apenas um ano e oito meses é acusado de matar esganado o próprio bebê. A informação é do portal AgoraMT.

De acordo com o portal, a mãe da criança de 19 anos e o pai identificado como Denilson de Jesus Salvaterra de 22 anos foram presos pela Polícia Militar. O pai confessou o crime e deve responder por homicídio qualificado.

Conforme informações, os próprios pais levaram a criança para a Unidade de Pronto Atendimento (UPA). No local os médicos constataram que a criança já havia chegado sem vida na unidade.

A princípio os pais alegaram que a criança havia enrolado o pescoço no fio de celular que estava carregando, mas os médicos desconfiaram da situação e acionaram a Polícia Militar.

O casal foi encaminhado para a Delegacia de Polícia. A perícia foi até a residência do casal para fazer o trabalho de investigação e a criança foi encaminhada para Rondonópolis para passar por um exame de necropsia.

Foi comprovado que o menino foi esganado na região do pescoço, também teve um ferimento na região do pulmão e outro na cabeça.

O homem confessou o crime e disse aos policiais que agrediu o filho porque a criança estava chorando muito e a mãe ficava muito nervosa. O caso segue sendo investigado.

Por DOL Carajás com informações de AgoraMT.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui