Operação da Polícia Civil combate abuso contra mulheres e crianças no arquipélago do Marajó

Crédito: Reprodução/Agência Pará

A ação resultou em uma prisão, 41 inquéritos policiais foram instaurados, 21 boletins de ocorrência e 18 intimações e oitivas.

Uma ação da Polícia Civil do Pará atuou durante cinco dias no município de Breves, no arquipélago do Marajó, com ações de prevenção e repressão à violência doméstica e sexual cometida contra mulheres, crianças e adolescentes. O atendimento especializado se encerrou no último dia 20 e foi realizado na sede e nos distritos da zona rural do município marajoara.

No primeiro dia da Operação, servidores da Superintendência Regional do Marajó Ocidental receberam capacitação em relação ao atendimento especializado de crianças e adolescentes vítimas de violência; além de participarem da mobilização de toda a rede de atendimentos, bem como a integração com a comunidade local.

Já em relação às ações repressivas, a equipe atuou na apuração do Disque Denúncia, com a instauração de procedimentos policiais, oitivas de vítimas e investigados, além do cumprimento de mandado de prisão. Durante a Operação, um homem teve o mandado de prisão cumprido, 41 inquéritos policiais foram instaurados, 21 Boletins de Ocorrências foram registrados e 18 intimações e oitivas foram realizadas. 

Serviço

Qualquer pessoa que for vítima ou souber que alguém esteja sofrendo ou praticando abuso ou exploração sexual de crianças e adolescentes pode informar ao Disque Denúncia ligando para o número 181 ou mandando mensagens (foto, vídeo, localização e/ou áudio) para o aplicativo de mensagem por meio do número (91) 98115-9181. O sigilo e o anonimato são garantidos em todos os canais.

Com informações Agência Pará.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui