Mulher é presa por vender o filho para pagar cirurgia plástica no nariz

A criança era um bebê recém-nascido de 5 dias de vida e foi vendida para um casal por 300 mil rublos, quase R$ 28 mil.

Uma mulher que não teve a identidade revelada, de 33 anos, foi presa após tentar vender o filho, um bebê de cinco dias de vida, para financiar uma cirurgia plástica no nariz. A moradora de Kaspiysk, Daguestão, no sul da Rússia, teria pedido 300 mil rublos, quase R$ 28 mil, pelo recém-nascido.

Segundo informações do jornal Mirror publicadas no Metrópoles, a mulher comentou com uma amigo que não queria ficar com a criança e supostamente obteve a ajuda de um vizinho para encontrar um casal que estivesse disposto a pagar pelo filho.

A jovem teria entregado o pequeno assim que recebeu mais da metade do dinheiro, 200 mil rublos, por um depósito em conta. No entanto, assim que a criança precisou de tratamento médico, o casal resolveu solicitar para a mãe uma certidão de nascimento, mas ela negou e afirmou que só entregaria após receber o restante do dinheiro.

Ainda segundo as informações, ela alegou para o casal que não tinha emprego, casa ou recursos financeiros. Porém, revelou depois que pretendia usar a quantia para financiar uma cirurgia plástica no nariz. A polícia prendeu os três envolvidos sob acusação de tráfico de pessoas. Ela deve responder pelo crime de compra e venda cometida em relação a uma pessoa que está em estado de desamparo.

Em um comunicado do Comitê de Investigação da Federação Russa para a República do Daguestão, as autoridades alegaram já terem iniciado um processo criminal contra a mulher e revelaram que antes de receber o dinheiro do casal, ela chegou a emitir um documento renunciando aos direitos da criança.

Por O Liberal, com informações do Metrópoles.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui