Morre veterinária internada com suspeita de ‘doença da urina preta’

-

Priscyla Andrade adquiriu a doença após comer um tipo de peixe.

Morreu no Recife a médica veterinária Pryscila Andrade, de 31 anos, que estava internada em estado gravíssimo na UTI em um hospital na capital pernambucana com suspeita de Síndrome de Haff, a “doença da urina preta”.

A jovem foi internada no último dia 20 de fevereiro junto com a irmã, que teve alta médica no dia 24, após passar dias no Real Hospital Português (RHP) apresentando sintomas da doença.

A mãe de Pryscila, Betânia Andrade, confirmou a morte da filha em entrevista à imprensa local. “Minha filha não resistiu. Esse peixe matou minha princesa”, disse. 

Relembre o caso

As duas irmãs pernambucanas adoeceram e precisaram ser internadas após comerem o peixe Arabaiana, uma espécie conhecida popularmente como “olho de boi”. Uma delas, Pryscila, foi internada em uma Unidade de Tratamento Intensivo (UTI) e a outra, Flávia, foi atendida em uma enfermaria e teve alta dias depois.

As irmãs apresentaram suspeita de Síndrome de Haff, conhecida também como “doença da urina preta”. De acordo com os médicos, a enfermidade provoca lesão muscular e também afeta os rins.

Ainda segundo os especialistas, é uma doença rara que acontece de forma repentina e que é caracterizada pela ruptura das células musculares, o que leva ao aparecimento de alguns sinais e sintomas como dor e rigidez muscular, dormência, falta de ar e urina preta, semelhante ao café.

Fonte: DOL

Parceiros
spot_imgspot_imgspot_img

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

spot_imgspot_img
Parceiros

Must Read

Pescador que salvou 50 pessoas no naufrágio em Cotijuba, recebe Medalha...

0
Zezinho sobrevive da pesca e do açaí e jogou todo o seu material de trabalho na água para comportar mais pessoas dentro do barco. O...