Moradores de Abaetetuba reclamam de festas e barulheira

-

Registro mostra os transtornos causados aos moradores após as festas que praticamente não têm hora para acabar.

Mesmo alguns metros distante, o grave do som é forte o suficiente para tremer portas e janelas. Sua origem é um potente veículo, similar a uma aparelhagem. Por longas horas, não é possível encontrar descanso e sossego, nem mesmo dentro da própria casa.

“Acordar de manhã com mijo na sua porta. O cara fazendo cocô… Poxa, ajude a gente nessa situação. Olha aí! Vai dar oito horas da manhã. Não tem ninguém, não tem uma viatura!”.

Esse é o desabafo de um morador na cidade de Abaetetuba, localizada no nordeste paraense.

Assim como ele, outras pessoas precisam se virar como podem diante das noites mal dormidas, resultado do barulho excessivo das festas aglomeradas no meio da rua, gritarias e diversos transtornos provocados por pessoas sob efeito de bebida alcoólica.

“Nós já ligamos para a Polícia Militar e eles dizem que não é de competência deles. Nós sofremos com essa situação, com esse descaso”, relata o autor do vídeo, que já não sabe mais a quem recorrer.

Para saber sobre o que tem sido feito para evitar esse tipo de ocorrência, o DOL tenta contato com a Prefeitura de Abaetetuba, mas até o momento nossas ligações não foram atendidas.

Fonte: DOL

Parceiros
spot_imgspot_imgspot_img

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

spot_imgspot_img
Parceiros

Must Read

Preocupante: Marabá atinge 100% de ocupação de leitos de UTI

0
A nova onda de contaminação no município está lotando o Hospital Municipal da cidade ma nova onda da Covid-19 assola Marabá, no sudeste do estado....