Mais de 10 ‘piratas’ já foram presos e 2 mortos em operação contra a criminalidade em rios do Baixo Tocantins

Em 5 dias da operação no Baixo Tocantins, policiais efetuaram 12 prisões, apreensões. Operação continua.

Durante as ações da Operação Euterpe, neste sábado (19) equipes das polícias Civil e Militar, coordenadas pela Secretaria de Segurança Pública e Defesa Social (Segup), por meio do Grupamento Fluvial (GFlu), efetuaram a prisão de três pessoas envolvidas com roubos a embarcações e apreenderam uma quantidade de drogas no município de Igarapé-Miri, nordeste paraense. Em 10 dias da operação, que visa coibir a prática criminosa na área fluvial da região do Baixo Tocantins, 12 prisões foram efetuadas e duas intervenções concluídas.

Presos na operação:

Foto: Exortação – Edição Portal Moju News

Ações 

O mandado de prisão foi cumprido na residência de um dos alvos da Operação, localizada no Rio Samaúma, em Igarapé-Miri. Na casa foram encontrados mais dois foragidos da Justiça que estavam escondidos. Após cumprimento de mandado de busca e apreensão na residência, foram encontrado 11 papelotes de maconha. Todos foram conduzidos até a delegacia do município. 

A Delegada Renata Gurgel, Superintendente da Polícia Civil no Baixo Tocantins, disse em entrevista ao Exortação Notícias, que a operação acontece em rios de Abaetetuba, Igarapé-Miri, Limoeiro do Ajuru e Cametá. Ainda disse que a operação segue em andamento nas regiões ribeirinhas que sofrem com os ataques dos piratas.

Flagrante

Durante o deslocamento com os presos para o município de Igarapé-Miri, os agentes flagraram três indivíduos assaltando um barco que transportava palmito, no Rio Meruú. Houve troca de tiros e os assaltantes fugiram para área de mata. As guarnições fazem buscas pelo local.

Segundo a vítima, os criminosos estavam em posse de dois revólveres calibre 38 e uma faca, e haviam roubado uma quantidade de palmito e a quantia de 10 mil reais. Foram apreendidos a rabeta e o motor 15, utilizada pelos assaltantes, e um revólver calibre 38 com duas munições intactas. Os policiais continuam fazendo busca na área.

Denúncias 

A população pode contribuir com a operação integrada repassando informações que auxiliem o trabalho policial. As denúncias podem ser feitas pelo número 181, do Disque-Denúncia da Segup, ou para (91) 98115-9181, WhatsApp da IARA (Inteligência Artificial Rápida e Anônima), por onde podem ser feitas denúncias via mensagem, áudio, vídeo e fotografia. A denúncia pode ser feita ainda pelo 190, acionando o Centro Integrado de Operações (CIOP) em casos que necessitem de urgência.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui