Loja de acessórios vende carga em celular por R$ 5 em Moju após o município estar há 45 horas sem energia elétrica

Desde o último domingo (18), a cidade está com o fornecimento de energia elétrica interrompido após um vendaval atingir a área. Quem tem gerador aproveita para conseguir ganhos extras.

Dois dias após um vendaval deixar as cidades de Moju e Tailândia sem fornecimento de energia elétrica, moradores das duas localidades seguem fazendo “malabarismos” para continuar realizando as tarefas do dia-a-dia. Em Moju, na manhã desta terça-feira (20), a equipe de O Liberal flagrou um comércio vendendo carga em celular.

Em uma loja de acessórios para celulares no centro da cidade, próximo de onde ocorreu o acidente, o dono do estabelecimento resolveu vender carga em aparelhos por R$ 5. Para isso, além de pagar a “taxa”, é obrigatório levar o carregador do aparelho.

Aqui nós trabalhamos com assistência técnica de celular por isso a energia é essencial. Ontem não fizemos nenhum conserto, o que prejudica muito. Por isso, fomos em Abaetetuba comprar um gerador. Como as pessoas estão precisando, a gente começou a cobrar R$ 5″, explicou Leila Costa Pena, que trabalha no local.

Indagada sobre a cobrança, Leila explicou que o custo da loja foi alto para adquirir o aparelho. Compramos esse gerador à gasolina por R$ 2 mil para continuar fazendo nosso trabalho, por isso a cobrança dessa taxa. Até agora, já carregamos sete aparelhos e, com certeza, mais tarde terão outros”,

Os municípios de Moju e Tailândia, no nordeste do Pará, estão sem energia há 45 horas. O fornecimento foi suspenso após um forte vendaval, no município de Moju, derrubar uma torre de transmissão, o que motivou a falta de energia. O acidente ocorreu às 17h23 do domingo (18/09).

Hoje, a Equatorial Pará divulgou uma nova nota sobre o ocorrido, onde informou que “as equipes não medem esforços e ações para normalizar o fornecimento de energia elétrica nos municípios de Tailândia e Moju e que a previsão para o restabelecimento de energia é até o final desta quarta, 21”.

Por O Liberal.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui