Governador do Pará se defende e diz que não sabia que respiradores não funcionariam

O governador do Pará é investigado pela compra de 400 respiradores que tiveram de ser devolvidos porque não funcionariam. Ele foi alvo de busca e apreensão da PF.

Helder Barbalho (MDB) se defendeu logo após ser um dos alvos da Operação Para Bellum deflagrada pela PF  e o MPF. Ele foi alvo de busca e apreensão da PF.

Barbalho disse estar “tranquilo” quanto à investigação sobre a compra de respiradores e alegou que não sabia que os equipamentos não funcionariam no combate ao coronavírus. “Estou tranquilo e à disposição para qualquer esclarecimento.”

Estou tranquilo e à disposição para qualquer esclarecimento que se faça necessário.
Agi a tempo de evitar danos ao erário público, já que os recursos foram devolvidos aos cofres do estado.

— Helder Barbalho (@helderbarbalho) June 10, 2020

Fonte: Goiás 24 horas


DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui