Exclusivo: Adval Salgado enfrenta juri popular no dia 11 de novembro

Ele será julgado por homicídio triplamente qualificado, ocultação de cadáver e furto. A professora ‘Nice’ foi estrangulada com um cadarço usado por Adval.

O crime que chocou toda a população mojuense que acompanhou, desde o primeiro dia, o desaparecimento da professora Eunice Medeiros, assassinada por Adval Salgado no dia 11 de dezembro de 2020, terá julgamento da Justiça no próximo dia 11 de novembro.

O réu Adval Salgado Portugal acompanhará o julgamento por vídeo conferência da sala onde está detido.

Relembre o que aconteceu no dia 11 de dezembro:

Tudo aconteceu quando Adval e Eunice, ao entrarem no carro da professora para irem a um local, teriam discutido no meio do caminho e, sem dar a ela chances de se defender, ele a estrangulou com um cadarço, o que ocasionou a morte. Adval enterrou o corpo em uma cova rasa, às margens da Rodovia dos Quilombolas, levou o carro e o abandonou em uma rua deserta ao lado do cemitério.

Com a acusação de homicídio triplamente qualificado e ocultação de cadáver, Adval ainda foi acusado de furto. Antes de se livrar do carro, ele pegou os cartões bancários da professora e, dois dias depois do assassinato, sacou R$ 2.000,00 da conta da vítima, em um caixa eletrônico no Terminal Rodoviário de Belém.

De acordo com os laudos de necropsia e da perícia no local do crime, a professora Eunice Medeiros tanto foi estrangulada como também agredida por Adval, através do uso de um objeto perfurocortante, que chegou a causar hemorragia no pulmão esquerdo da vítima.

Por esses e outros motivos, o juiz não concedeu ao réu o direito de aguardar o julgamento em liberdade. Adval continua preso, longe da sociedade, após a brutalidade que cometeu.


A vida de mais uma mulher foi ceifada. De forma rude, de forma fria, de forma brutal. A família da vítima aguarda por Justiça. O município de Moju aguarda por Justiça.

O Portal Moju News continua, incansavelmente, acompanhando o caso. E toda a equipe do Portal também pede Justiça pela morte da professora ‘Nice’.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui