Ex-marido pagou R$ 38 mil para atirador matar mulher

-

Ana Paula foi morta na porta de casa.

O ex-marido de Ana Paula Campestrini Oganauskas, Wagner Cardeal Oganauskas, teria pago R$ 38 mil a um atirador pela morte da ex-mulher. Isso é o que suspeitam os responsáveis pela investigação do caso, ocorrido em Curitiba, que descobriram comprovantes de transferências de Wagner feitas em abril para o suposto assassino. As informações são do jornal Boa Noite Paraná, da RPC. 

As transferências foram feitas da conta da empresa do acusado de ser o mandante da morte para o clube onde ele era presidente. Segundo a polícia, Wagner disse à tesoureira do clube que havia cometido um erro e que o dinheiro devia ser depositado, na verdade, na conta de Marcos – acusado de ter atirado contra a vítima.

De acordo com a delegada do caso, Tathiana Guzella, os repassaem foram “efetivamente o pagamento recebido pelo atirador para a morte de Ana Paula”. Ainda segundo a delegada, mensagens trocadas entre Marcos e um porteiro do clube onde ele era diretor comprovariam que a motocicleta usada pelo atirador no dia do crime é dele. 

O CRIME 

Ana Paula foi morta na terça-feira (22), por volta das 9h, quando chegava em sua casa na companhia da namorada. O atirador estava em uma motocicleta e abordou a vítima, disparando diversas vezes contra ela, que não teve chance de defesa. 

A Polícia Civil suspeita que a motivação para o assassinato de Ana Paula pode estar ligada a uma disputa de bens e a guarda dos filhos com o seu ex-marido.

Os dois acusados estão presos.

Fonte: O Liberal

Parceiros
spot_imgspot_imgspot_img

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

spot_imgspot_img
Parceiros

Must Read

Advogado mata a mãe e fere a irmã em Belém

0
Segundo a polícia, ele pode ter tido um surto psicótico. A manhã desta terça-feira (18), foi de movimentação policial nos corredores do edifício Villa Dei...