Crianças de 5 a 11 anos serão incluídas no Plano Nacional de Vacinação contra covid-19

Crédito: Reprodução.

Intervalo entre as doses será de dois meses.

Em coletiva nesta quarta-feira, 05, o Ministério da Sáude informou que o intervalo entre as doses para crianças de 5 a 11 anos será de oito semanas (dois meses).

A orientação prévia da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) era de ministrar a segunda dose três semanas depois da primeira. Crianças nesta faixa etária podem receber o imunizante da Pfizer em dose pediátrica, de um terço da habitual, de acordo com a agência reguladora brasileira.

A vacinação da faixa etária vai começar por crianças com comorbidades. É necessária a autorização dos pais. Caso os responsáveis estejam presentes durante a imunização, não será necessária a apresentação de termo por escrito. O ministério recomenda, mesmo assim, a consulta prévia de médico antes da imunização. A pasta voltou atrás e decidiu rejeitar a obrigatoriedade de receita médica para vacinação de crianças contra a covid-19.

A intenção inicial do governo era de a exigir prescrição médica. Contudo, após a audiência pública realizada na última terça-feira, 04, com membros de entidades médicas, o órgão decidiu recuar.

Dos 18 participantes da audiência, apenas três se opuseram à imunização de crianças. Além disso, durante o encontro, a secretária extraordinária de Enfrentamento à Covid, Rosana Leite de Melo, afirmou que a maioria dos participantes da consulta pública realizada pelo Ministério da Saúde sobre o tema se opôs à exigência da receita.

Com informações do Metrópoles.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui