Bolsonaro consegue apoio de governadores para vetar reajuste de servidores até 2021

O projeto, que garante a governadores e prefeitos um socorro de aproximadamente R$ 60 bilhões.

Crédito: Marcos Correa/Presidência da República

Em uma videoconferência com governadores dos 26 estados e do Distrito Federal, na manhã desta quinta-feira, 21, o presidente Jair Bolsonaro conseguiu o apoio dos governantes estaduais para vetar o trecho que autoriza reajuste salarial para algumas categorias de servidores públicos no projeto de socorro a estados e municípios.

Em tom conciliador, Bolsonaro afirmou que sancionará a lei – com o veto – o mais breve possível. Com isso, o funcionalismo de União, estados e municípios terão os salários congelados até 2021. Segundo o presidente, o congelamento de salários é o remédio menos amargo diante da pandemia de covid-19.

“Em comum acordo com os Poderes, nós chegamos à conclusão de que, congelando a remuneração, os proventos também dos servidores até o final do ano que vem, esse peso seria menor, mas de extrema importância para todos nós. É bom para o servidor, porque o remédio é menos amargo, mas é de extrema importância para todos os 210 milhões de habitantes”, disse o presidente. Bolsonaro foi apoiado por todos os gestores locais.

O projeto, que garante a governadores e prefeitos um socorro de aproximadamente R$ 60 bilhões, proíbe, além dos aumentos, a contratação de novos servidores até 2021 e suspende os concursos públicos. Apenas profissionais relacionados com o combate à pandemia poderão ser contratados temporariamente.

Fonte: O Globo

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui