Bolsonaro chega hoje ao Pará com agenda em três municípios

-

Recepção ao presidente inclui churrasco para mais de duas mil pessoas. Confira a agenda de Bolsonaro:

O presidente Jair Bolsonaro desembarca hoje no Estado do Pará para cumprir uma extensa programação nos municípios de Marabá, Novo Repartimento e em Belém. A comitiva presidencial é formada por 30 integrantes, entre eles o ministro de Infraestrutura, Tarcísio Gomes de Freitas, a ministra da Agricultura, Pecuária e Abastecimento, Tereza Cristina, o secretário especial de Assuntos Fundiários, Nabhan Garcia, e o presidente do Incra, Geraldo Melo Filho. Entrega de títulos de propriedade rural, inauguração do trecho pavimentado da Transamazônica (BR-230/PA) e comemoração dos 110 anos da Assembleia de Deus no Brasil fazem parte da agenda do presidente no Pará.

O primeiro compromisso da comitiva será em Marabá, às 12h, no Parque de Exposições José Francisco Diamantino, onde serão entregues títulos de terras aos produtores rurais da região. A expectativa é que sejam entregues 2 mil títulos definitivos e outros 48 mil provisórios. “A Superintendência do Incra de Marabá teve o melhor desempenho do Brasil. Foi onde mais se conseguiu avançar com a regularização fundiária. Amanhã (hoje), será feita a maior entrega de títulos da história. Só a região de Marabá, vai entregar mais de 1,6 mil títulos definitivos e 22 mil títulos provisórios. Ao todo, no Pará, vão ser 2 mil títulos definitivos. E cerca de 48 mil títulos provisórios. Então, você está falando aí com 50 mil novos proprietários com áreas regularizadas que, historicamente, estavam abandonadas”, avaliou o vice-líder do governo na Câmara dos Deputados, Joaquim Passarinho (PSD-PA),  que vai acompanhar o presidente na viagem.

Em seguida, às 15h, em Novo Repartimento, ele participa da cerimônia de liberação da pavimentação de 102 km da Rodovia Transamazônica (BR-230/PA). Recentemente, o Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (DNIT) do Pará, entregou mais 32 km da via que se somam aos 90 km já concluídos. Esses 102 km representam um investimento de R$ 219 milhões. O trecho liga os municípios de Itupiranga e Novo Repartimento. “Automaticamente, o presidente vai assinar a ordem de serviço para a BR-422, que liga Novo Repartimento a Tucuruí, que é uma importante via de escoamento da nossa produção daquela região, que vai ligar aqui toda a região a Marabá, a Tucuruí, a Barcarena. Isso é muito importante”, completou o deputado.

Ainda no município de Novo Repartimento, o presidente Bolsonaro assina outra Ordem de Serviço para início das obras da ponte sobre o Rio Xingu, entre Anapu e Altamira. De acordo com o ministro da Infraestrutura, Tarcísio Freitas, o projeto da ponte já foi contratado e será executado pela mesma empresa que está fazendo a ponte internacional de Foz do Iguaçu (PR).

Já na parte da noite, a comitiva presidencial chega a Belém para participar do culto em comemoração aos 110 anos de fundação da igreja evangélica Assembleia de Deus no Brasil. Em 18 de junho de 1911, os missionários suecos Gunnar Vingren e Daniel Berg deram os primeiros passos para a fundação desta que é considerada a maior igreja pentecostal do mundo. Nascia assim a Missão de Fé Apostólica, que em 11 de janeiro de 1918, receberia oficialmente o nome Assembleia de Deus.

Aglomeração

O Ministério Público Federal (MPF) enviou na quarta-feira (16) requisições a autoridades estaduais cobrando medidas para o respeito às normas sanitárias exigidas pela pandemia de covid-19 durante a visita presidencial nos municípios de Belém, Marabá e Novo Repartimento. Nos documentos, o órgão menciona a probabilidade de se formarem aglomerações nos locais de inaugurações ou eventos a que compareça o presidente da República e lembra que as aparições recentes dele têm sido marcadas por aglomerações sem o uso de máscaras e sem que o distanciamento social mínimo recomendado pelas autoridades sanitárias nacionais e estaduais seja observado.

Segundo o órgão, foram enviados ofícios ao governador do Estado, Helder Barbalho, ao comandante da Polícia Militar, José Dilson Melo Soares Júnior, e ao chefe do Gabinete de Segurança Institucional da Presidência (GSI), general Augusto Heleno Ribeiro Pereira. As autoridades tinham até a noite de ontem para responder aos pedidos de providências, assinados por 17 procuradores da República que atuam no estado do Pará. O Liberal procurou o Governo sobre as medidas que foram tomadas sobre as requisições feitas pelo MPF, mas até o encerramento desta reportagem não teve resposta. Já o MPF informou que está acompanhando a situação, mas ainda não tem uma decisão sobre as providências que serão tomadas.

Recepção ao presidente Jair Bolsonaro inclui churrasco para mais de duas mil pessoas

Aguardada com muita expectativa por ruralistas e empresários da região Sudeste, a visita do presidente Jair Bolsonaro tem provocado movimentação intensa no município de Marabá, onde ele participa, às 12h de hoje, da cerimônia de entrega simbólica de títulos de terras – em todo o Pará, serão 50 mil distribuídos pelo Incra, sendo 2 mil definitivos e 48 mil provisórios. O evento vai ser realizado no Parque de Exposições José Francisco Diamantino, cedido pelo Sindicato dos Produtores Rurais de Marabá (Prorural), que prepara uma grande festa para recepcionar a comitiva presidencial.

De acordo com o presidente do Sindicato, Ricardo Guimarães, a expectativa é que em torno de 200 pessoas estejam próximas ao cerimonial, e mais de duas mil acompanhem na área do Parque de Exposições.  “Porque é uma entrega que envolve não só Marabá, mas o estado todo. E vem pessoas do estado todo, até fora”.

Produtores rurais fizeram doações dos produtos necessários para preparar um churrasco, que será distribuído gratuitamente entre os presentes. A entrada no local do evento também deve ser liberada ao público.  “É a boa vinda dos produtores rurais. Quem estiver no evento, a gente vai fazer tudo pra atender a todos. Naturalmente, será preciso passar pelo crivo da segurança”, declarou.

Sobre os cuidados para o controle de público e evitar aglomerações, Ricardo diz que ficará sob responsabilidade da segurança. “Isso é a critério deles, eles são bem criteriosos. Vai ser uma coisa bem organizada”, afirma.

O presidente do Sindicato diz ainda que os produtores fizeram a doação e organizam o churrasco, seguindo o protocolo de segurança. “Mas quem manda no evento é o pessoal da Casa Civil, segurança do presidente. Mas estamos fazendo todo o possível”, declarou. “Vai estar Polícia Militar, Corpo de Bombeiros, Exército, Força Nacional. É um pessoal que já está bem preparado para receber o presidente”.

Até o momento, não está programada nenhuma agenda do presidente com os produtores rurais da região ou que ele almoce no local do evento. “Mas ele sempre quebra o protocolo”, ressalta o presidente do Prorural, que destaca a importância da presença da comitiva presidencial para a região. A data da visita já foi alterada duas vezes: ia ser dia 10 de junho, depois dia 28 e foi confirmada para esse dia 18. “É muito importante esse pacto de regularização fundiária, não só pro produtor rural, que vai ter acesso a crédito, garantia, porque as pessoas estão na terra há mais de 30 anos, e também o município, para todos os setores que precisam”, completou Ricardo Guimarães.

Bolsonaro participa de homenagem aos 110 anos da Assembleia de Deus

O presidente Jair Bolsonaro é uma das autoridades com presença confirmada no evento em homenagem aos 110 anos da Assembleia de Deus, que será realizado no Centro de Convenções Centenário, na avenida Augusto Montenegro, na noite de hoje (18). Além de Bolsonaro, a Assembleia de Deus também recebeu a confirmação de presença do governador do Estado, Helder Barbalho, do prefeito de Belém, Edmilson Rodrigues, além de deputados e vereadores.

“Embora a gente tenha figuras políticas presentes, a intenção não é salientar a questão política e sim um culto de gratidão, pela história da igreja, que é uma igreja muito simbólica. A Assembleia de Deus é a maior igreja evangélica do País e ela nasceu aqui em Belém. Nós dizemos que é um movimento de Deus, mas é genuinamente belenense, paraense, e carrega características muito fortes do nosso povo. Uma as razões do crescimento da Assembleia de Deus no Brasil é que ela nasceu aqui e por ter nascido aqui cresceu com essa votação muito simples de crescer em todos os lugares, estar presente em todos os centros, mas também em locais mais simples”, ressalta o pastor Philipe Câmara.

Parlamentares consultados por O Liberal e que receberam a programação da visita da comitiva presidencial ao Pará, já haviam informado sobre a presença do presidente em Belém, nesta sexta, para participar do evento religioso, embora essa agenda ainda não tenha sido confirmada oficialmente pela Presidência da República. Em 2019, o presidente participou da solenidade em comemoração aos 108 anos da Assembleia de Deus, também no Centro de Convenções da Igreja, em Belém.

O culto em homenagem ao aniversário da igreja é um evento tradicional na capital paraense e está programado para iniciar às 19 horas. Ao todo, cinco mil pessoas devem participar do evento – doze mil a menos do que a capacidade do Centro de Convenções Centenário, que conta com 17 mil assentos, segundo Philipe Câmara. “Essas pessoas já foram selecionadas, as pulseiras já foram distribuídas. Nós temos 540 templos dentro do município de Belém. Cada templo recebeu de três a sete pulseiras, para a gente ter representação do local e a cidade toda participando”, explica o pastor. “Vai ser uma festa. É um culto de gratidão e celebração”, completou.

Ainda não há confirmação das demais autoridades federais que vão acompanhar o presidente da República. “A gente não recebeu a lista, mas vamos ter mais de uma dezena de vereadores, deputados e a comitiva do presidente vem com trinta pessoas. A informação que nós tivemos é que de quatro a cinco ministro de estado estarão com ele”, revela. Philip observa que a Assembleia de Deus tem tradição em realizar grandes eventos. “O maior dificultador nesse período é que a gente está acostumado a trabalhar com multidões e agora tem que trabalhar para coibir multidões. Então, do ponto de vista de segurança do local, se torna muito mais simples”.

Fonte: O Liberal

Parceiros
spot_imgspot_imgspot_img

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

spot_imgspot_img
Parceiros

Must Read

Coronavírus: Governo anuncia quarentena de cinco dias para viajantes não vacinados...

0
Após o período de quarentena definido, os viajantes deverão realizar um teste do tipo RT-PCR com resultado negativo. O governo federal anunciou nesta terça-feira (7)...