Acusado de matar mulher e ainda cortar a sua língua, em ‘Tribunal no Miri’, é morto após reagir abordagem da PM em Moju

Identificado como Lucas Barros Martins estaria escondido no ramal Urubuputaua, entre os municípios de Moju e Abaetetuba.

Conhecido no mundo no crime como ‘Ralado’, e também por pertencer a um grupo criminoso de Igarapé-Miri, segundo informações da Polícia, estaria envolvido em assaltos e também no assassinato de Edna Freitas, moradora da vila Icatu.

Na época, o fato repercutiu nacionalmente devido a crueldade com que a vítima foi morta. Relembre aqui. Edna ainda teria tido sua língua decepada no momento do crime. A motivação do crime teria sido o fato de a vítima fazer denúncias sobre os crimes na comunidade.

Na manhã deste domingo, 18, Policiais militares do 47° BPM, no comando do Major Lima, receberam denúncias de que ‘Ralado’ estaria em uma residência no ramal Urubuputaua, entre os municípios de Moju e Abartetuba.

Quando os policiais chegaram ao local, teriam sido recebidos a tiros, momento em que houve reação dos PMs e acabaram alvejando Lucas.

Os Policiais socorrem o acusado e levaram para a Unidade Mista de Saúde em Moju, mas Lucas acabou não resistindo.

Foram apreendidas uma arma calibre 28 e três munições que foram encontradas no bolso do acusado.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui