Abaetetuba: roda de carimbó anima o gesto solidário de doadores de sangue no Hemopa

-

Vários coletivos culturais do município atenderam ao convite para assegurar os estoques de hemoderivados à rede hospitalar do Baixo Tocantins.

“Eu quero ver, ó menina eu quero ver
Eu quero ver, você agora embolar
Eu quero ver, ó menina eu quero ver
O carimbó do macaco
Que eu fiz pra você cantar (…)”

Coletivo de mulheres de Abaetetuba, no Baixo Tocantins, atendeu ao chamado do Hemopa para garantir voluntárias à doação de sangue

Foi ao som de ‘Carimbó do Macaco’, música do Pinduca que não pode faltar em nenhuma roda de carimbó, que os doadores eram recepcionados na porta da unidade de coleta de sangue de Abaetetuba, no Baixo Tocantins. O grupo de carimbó ‘Matitando’, de Abaeté, foi quem conduziu o clima.

O Coletivo Mulheres Contra Maré, Lesbitrans, Sarau de Quinta, Sancofa e Batalha do Miriti mobilizaram voluntários para a doação de sangue nesta terça, 26. No total, 25 pessoas compareceram, das quais foram coletadas 20 bolsas de sangue e também foram feitos 10 novos cadastros no Registro Nacional de Medula Óssea – Redome. 

A professora Madalena Silva, 41 anos, faz parte de coletivo e estava entre as mulheres doadoras. “Temos que tornar este um hábito de felicidade. Estamos aqui para apoiar esta causa que é justa”, destacou. 

“Doar sangue não é apenas um ato de solidariedade, é um ato de vida, um ato de cidadania. E em tempos de pandemia, os estoques de sangue diminuíram consideravelmente, por isso se faz necessário que as doações se tornem regulares. Pensando nisso, todos têm um papel importante quando o assunto é doação regular de sangue”, destacou Alana Cruz, gestora do Hemopa de Abaetetuba.

Grupo de Carimbó “Matitando” garantiu a trilha sonora regional

Para doar o cidadão precisar obedecer aos critérios básicos:

• Ter entre 16 e 69 anos (menores de idade devem estar acompanhados do responsável legal);

• Pesar mais de 50 kg

• Estar em boas condições de saúde.

No momento do cadastro, é obrigatório apresentar um documento de identificação oficial, original e com foto (RG, CNH, passaporte ou carteira de trabalho).

COVID-19

Quem teve Covid-19 também pode voltar a doar sangue, só precisa esperar 30 dias após a cura. Quem teve contato com pessoas que tiveram a doença deve esperar 14 dias após o último contato.

Para quem recebeu a vacina Coronavac/Butantã, são 48 horas de inaptidão para doação de sangue, após cada dose. Já a vacina AstraZeneca/Fiocruz, são 7 dias após cada dose. Se o candidato à doação de sangue não souber qual imunização fez, só poderá voltar a doar sangue após 7 dias.

SERVIÇO: 

O Hemonúcleo de Abaetetuba fica na Avenida Santos Dumont, S/N (São Lourenço). O atendimento é de segunda a sexta, das 7h às 12h30. Contato: (91) 98568-3396

Fonte: Agência Pará

Parceiros
spot_imgspot_imgspot_img

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

spot_imgspot_img
Parceiros

Must Read

Preocupante: Marabá atinge 100% de ocupação de leitos de UTI

0
A nova onda de contaminação no município está lotando o Hospital Municipal da cidade ma nova onda da Covid-19 assola Marabá, no sudeste do estado....